O controverso discurso de Bento XVI

Comentários

e-pá! disse…
Tudo isto - toda esta especulação sobre a fé e a razão - vem demonstrar ser necessário, urgentemente, clarificar o estatuto deste homem:

Papa, Sumo Pontificie, Ratzinger, teólogo, professor, etc. ?
Ou "tudo" junto ao mesmo tempo?

Isto pode não ser importante para os católicos mas, devemos ter a humanidade de reconhecer, que o é para o Mundo (religiosos, agnósticos e ateus).

Peço a complacência do CE mas não resisto a citar uma passagem do Apocalipse:

"Olhei, e diante de mim estava uma nuvem branca e, assentado sobre a nuvem, alguém 'semelhante a um filho de homem'. Ele estava com uma coroa de ouro na cabeça e uma foice afiada na mão. Então saiu do santuário outro anjo, que bradou em alta voz àquele que tinha a foice afiada: 'Tome a sua foice e faça a colheita, pois a safra da terra está madura; chegou a hora de colhê-la'. Assim, aquele que estava assentado sobre a nuvem passou sua foice pela terra, e a terra foi ceifada".
Apocalipse 14:14-16

Foi isso que fez Ratzinger, o filósofo, o teólogo, o professor, ou o ...Papa, com os resultados que todos conhecemos.

Efectivamente, sabemos que ao contrário do texto do Apoclalipse a "terra não está madura" e, o doutrinador de Regensburg (ou qualquer outra condição que lhe encaixemos) procedendo assim, só conseguiu ceifar expectativas de diálogo.
Do diálogo inter-religioso e inter-cultural.

Um fiasco!

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido