A Justiça mexe

Só surpreende que haja tanta ansiedade com o próximo PGR e se desista de saber:

- Que se passa com o «envelope 9»?

- Por que motivo vão sendo arquivados processos de corrupção, v.g. «Apito Dourado»?

- Quem foram os crápulas que tramaram Ferro Rodrigues?

- Por que motivo nunca foram arguidos os juízes que davam aulas remuneradas na Universidade Moderna?

- Quem foi o Procurador que pediu e o juiz que autorizou escutas ao PR, presidente da A. R. e outros altos representantes do Estado?

Finalmente, parece que os nomes de Adelino Salvado e Rui Teixeira não constam da preferência explícita do PSD para PGR.

Comentários

e-pá! disse…
CE:

O "centrão", presentemente em marcha de cruzeiro, encontrará os consensos mecessários para tudo.
Já começou na Justiça (julgo que os "acordos" incluiem o novo PGR).
Tratará, também, dos indultos em relação às "ropelias" (referidas no post).
Com o PSD a pregar vitória.
E os eleitores PS a interrogarem-se sobre a diferenciação (e o sentido) do seu voto.
Ferraz da Costa (ex-patrão da CIP) teceu, ontem, considerações sobre a política do governo PS que considero paradigmáticas do "vazio" ideológico deste governo socialista.
Carlos Esperança disse…
e-pá:

E qual é a alternativa?
Desgraçadamente é o PSD/CDS que arrepia.
Anónimo disse…
Anonymous said...
Caro leitor das Sex Set 08, 12:14:17 AM :
Temos todos o hábito de jogar pedras sobre os políticos. Em 80% dos casos com razão, mas muitas vezes as generalizações acabam por apanhar gente competente, capaz e impoluta que faz política apenas porque gosta.
Esquecemo-nos vezes e vezes sem conta é que tal como em todas as actividades público-profissionais, na magistratura também há corrupção e incompet~encia. Sou advogado e julgo que não sou mau, pelo menos o número e o tipo de clientes que tenho falam por si.
Vi e vejo todos os dias nas sentenças coisas inexplicáveis, incompreensiveis.
Já alguém parou para pensar que há uma fase crucial no inquérito e na instrução criminal que passa apenas pelas mãos dos senhores procuradores e juizes?
Por exemplo: porque razão os senhores procuradores têm tanto receio em autorizar escutas telefónicas a dirigentes políticos locais em momentos chave, como na altura das campanhas eleitorais?

sabiam que isso aconteceu já em relação a políticos de coimbra sob investigação de práticas criminosas da pior espécie e não foram autorizadas escutas na altura das autárquicas para o serem 1 mês depois.
PERGUNTO: Expliquem-me o sentido deste ordem por favor.
Anónimo disse…
SABIAM POR EXEMPLO QUE HÁ UM JUIZ DO TRIBUNAL CONSTITUCIONAL, INDICADO NA AR PELO PSD E ELEITO PELO PSD QUE NOMEOU PARA SEU PRÓPRIO ASSESSOR O SEU FILHO?

E SE FOSSE UM MINISTRO....O QUE SUCEDERIA???
Anónimo disse…
É O FAMOSO JUIZ DE COIMBRA DO MULTIBANCO ... AH! POIS É!

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

A ânsia do poder e o oportunismo mórbido