17 Setembro - Use um chapéu azul... por Darfur!

(Clique para aumentar)

Comentários

e-pá! disse…
A situação humanitária na região de Darfur é catastrófica e não permite - por parte dos que se regem por princípios de respeito pelos Direitos do Homem - qualquer tipo de hesitação. Trata-se, pura e simplesmente, de um desastre.
A União Africana (UA) enviou para a região cerca de 7000 homens que, objectivamente, não conseguem controlar a situação.
São as próprias forças da UA a reconhecê-lo.
Os acordos celebrados entre Omar al-Bashir (partido do Congesso Nacional) e Salva Kiir (Movimento de Libertação do Povo do Sudão) não contemplam a caótica situação do Darfur que, para sermos exactos e rigorosos, é um GENOCÍDIO.
Na minha concepção de vida e na postura de homem livre, causa-me profunda repulsa que o Mundo possa assistir, impassível e tranquilamente, a um genocídio.
E que, dia para dia, vá adiando a sua resolução. E continue a dormir descansado...
A iniciativa de enviar forças da ONU é, para além da tentativa de solução de um problema humanitário, uma questão ética - uma questão de honra, de dignidade.
Omar al-Bashir recusa a intervenção da ONU e exibe, perante os organismos internacionais, uma profunda indiferença pela esta dramática situação. É, simultaneamente, um fautor e um cúmplice deste genocício. É, por isso, um caso que deve cair - com urgência - sob a jurisdição do Tribunal Penal Internacional.
A cada minuto deslocam-se compulsivamente pessoas (refugiam-se), a toda a hora morrem (massacram) pessoas, todos os dias são saqueadas aldeias inteiras e, para sermos directos e explicítos, vive-se aí uma situação em que os seres humanos estão à mercê de bandidos.
Qualquer ente humano se prescutar a sua consciência ouvirá um lancinanta grito - de SOCORRO.
Basta!

Mensagens populares deste blogue

O último pio das aves que já não levantam voo

Cavaco Silva, paladino da liberdade

Efeméride – 30 de outubro de 1975